Blog HB

Por que a conta de luz está mais cara? Entenda como chegamos a esse aumento e qual é a solução!

Crise hídrica

O Brasil está passando pela maior crise hídrica da história dos últimos 91 anos e consequentemente sentimos o aumento da fatura de energia.


Esse aumento da conta de energia acontece porque 65% da geração de energia elétrica no Brasil é de responsabilidade das hidrelétricas, que não estão conseguindo abastecer toda a população do país.


Logo, para que as hidrelétricas funcionem, é preciso um grande volume de água, que se reabastece com as chuvas.


O clima do ano de 2021 não colaborou para a reposição de água nos reservatórios e quem paga essa conta somos nós consumidores.


Bandeiras tarifárias


Para entender esses valores a mais que são cobrados na nossa fatura de energia é preciso entender as bandeiras tarifárias


As bandeiras tarifárias são as taxas cobradas de acordo com a dificuldade ou facilidade em gerar energia pelas hidrelétricas, que ao se verem desabastecidas acionam as termelétricas.


Quando a bandeira tarifária está verde é porque a geração de energia está favorável e nós consumidores não pagamos taxa a mais pelo uso da energia elétrica.


A Bandeira tarifária amarela indica que a geração de energia está menos favorável, e a cada 100kWh consumidos por nós é cobrado o valor de R$1,874.


Quando a bandeira tarifária está vermelha é porque a geração de energia não está favorável e as termelétricas foram acionadas.


Na bandeira tarifária vermelha existem 2 patamares, sendo:

  • Patamar 1 - a cada 100kWh consumido é cobrado R$3,971
  • Patamar 2 - a cada 100kWh consumido é cobrado R$9,492


O aumento da conta de energia

Com os reservatórios de água em baixa as usinas térmicas são acionadas e isso acarreta o aumento da conta de energia, já que sua produção fica mais cara, daí vem a dificuldade ou facilidade em produzir a energia que nos abastece.


A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou no dia 29 de junho de 2021 o reajuste de 52% na tarifa da bandeira vermelha, que passou de R$ 6,24 para R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos.


De acordo com o diretor-geral de Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, ainda haverá um reajuste de 5% na tarifa básica em 2022, já que o uso das termelétricas pode chegar a custar até 9 milhões até o fim de 2021.


Energia Solar - Fonte alternativa de energia

Uma das soluções para fugir do aumento da conta de energia elétrica é gerando a própria energia com a luz do Sol.


Embora ainda pouco difundida no Brasil, a energia solar vem ganhando força e se tornando uma fonte alternativa de energia no Brasil.


Com um sistema próprio de geração de energia é possível economizar até 95% no valor final da fatura de energia.


Isso acontece porque com um sistema fotovoltaico instalado em uma residência, comercio, propriedade rural ou indústria é possível produzir a própria energia e enviá-la para a distribuidora, que abate o valor de energia produzida da conta final de energia consumida.


A energia solar fotovoltaica é gerada da seguinte maneira: a luz do sol que atinge os painéis fotovoltaicos é transformada em energia de corrente contínua, essa corrente passa pelo inversor que a transforma em corrente alternada e envia para o quadro de distribuição da unidade consumidora.


Se você gostou dessa dica e quer gerar a própria energia entre em contato com uma empresa especializada em projetos e instalação de energia solar fotovoltaica.


A HB Energia Solar é uma dessas empresa e pode te ajudar e economizar em meio a esses aumentos contínuos na conta de energia.


Clique aqui para falar com a HB Energia Solar.


paineis solares

Quer Saber Mais?

Deixe seu dados abaixo e um dos nossos especialistas entrará em contato com você.